Mãe – Uma dádiva

Difícil mensurar qual seria a maior dádiva dada a alguém aqui neste mundo. Mas talvez nenhuma outra supere o presente de gerar e cuidar de uma vida. E não há tão pouco alguém que entenda mais disso do que uma mãe.
As mães são presentes de Deus aos filhos. Elas já estavam aqui, já tinham suas vidas e já trilhavam um caminho cheio de horizontes e possibilidades. Mas em certo ponto deste caminhar decidiram compartilhar suas forças com mais alguém. Abdicaram do conforto e das noites bem dormidas para deixar de ser apenas mulheres e passar a se chamar MAMÃE.

Mãe não é aquela que leva uma criança na barriga por certos meses, mas aquela que leva esse eterno bebê no coração e em cada pensamento. Mãe não é aquela que oferece o peito para alimentar um recém-nascido, porém aquela que oferece todos os dias o conforto de seu abraço para o choro de um filho, para protegê-lo dos perigos e para dar carinho nas horas mais diversas, seja ao meio dia, como às quatro horas da manhã.
Mãe não é quem dá o sobrenome a alguém, mas que faz que alguém nunca se esqueça do seu nome. Mãe não é quem leva o filho na escola no primeiro dia de aula, mas quem faz do seu dia uma escola para que seu filho escolha sempre os melhores caminhos.
As mães choram ao ver o filho errar, mas o olham com firmeza para que ele aprenda com seus próprios erros e oferecem ajuda independente do tamanho do problema gerado. Mas elas também se alegram como ninguém quando veem as conquistas de seus meninos e meninas,  só que isso elas não tem vergonha de esconder, nem um pouquinho.
Toda mãe abdica realmente de si para dar-se completamente aos filhos e ainda tem que encontrar tempo para trabalhar, arrumar a casa e cuidar de seu marido (muito bem, diga-se de passagem). Não há folga, não há 13°, nem bonificações. Na verdade nem salário há. Não monetário, mas cada sorriso de um filho paga muitas horas investidas em sua vida.
Há mães que são avós, tias, amigas, madrastas. Há pais que tem que fazer o papel de mãe, por essa ter deixado precocemente este mundo. Mas o seu nome jamais será esquecido.
E não há segredo algum, mãe não se forma ao longo dos anos, ela se faz no instante que seu coração se entrelaça com seu filho.
Se Deus te deu uma maravilhosa dádiva ela se chama mãe. Não desperdice seu tempo, honre-a e permita-se ser honrado por ela. Permita os puxões de orelha e os abraços “foras de hora”.
E sempre, sempre mesmo, todas as vezes que conseguir, diga a ela que a ama! Pois a recíproca, seguramente é verídica.
Uma boa semana a todos.
Feliz dia das mães!!

TE AMO MÃE!!!!

Deixe uma resposta