Explosivo sem detonador

Certa vez li algo que Reinhard Bonnke dizia: “evangelismo sem intercessão é como um explosivo sem detonador?”. Acabei de voltar de 2 semanas intensas e abençõadas no sertão do Nordeste, e nesse tempo de evangelismo, me fez pensar sobre algo, de que precisamos da oração de quem se interessa e de quem acredita na possibilidade da mudança.
Jesus não pregava sobre ele mesmo, como ele falaria sobre ressureição, e o amor sacrificial de Deus sendo que ele ainda estava vivo?. Ele pregava sobre o Reino e agia nas necessidades das pessoas, ele de fato tinha amor e se importava com o que era importante para os outros.
“E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho”. João 2:3

Maria se interessava pela situação, e sabia que Jesus podia fazer algo, oração intercessória foi o que ela fez. Pode parecer um simples ato, afinal porque se importar com o vinho da festa, mas isso era importante para aquele casal e o nome de Jesus foi glorificado: “Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.” João 2:11
A intercessão depende de duas coisas : de amor de quem acredita e intercede; e da fé em que Ele pode abençõar.
Vivemos em mundo egoista, individualista, onde, quando perguntamos “tudo bem?” de fato, muitas vezes não estamos nos importando e nem querendo saber como estão indo as coisas com a outra pessoa. Precisamos recuperar o amor, a compaixão, de se preocupar com a angustia do próximo, mesmo que aparente ser algo superficial, como o vinho na festa.
Mostrar o poder de Jesus por meio de nossos atos de generosidade e intercessão pura e simples. Precisamos reaprender a crer naquele que cura e liberta e realinha tudo o que for necessário.
As pessoas estão sedentas de outras que realmente se importam com elas. Pude ver isso nos olhos de senhoras e de crianças que se sentiram previlegiadas de terem alguem na porta da casa delas, para falar de Jesus, e alem disso, oferecer uma oração por alguma necessidade que tenham em suas vidas.
“E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.” Jó 42:10
Mas do que semear, é preciso interceder, orar fervorosamente, crer de todo o coração no que o nosso Pai pode fazer. A oração e intercessão expulsa o inimigo, quebra as cadeias, liberta os cativos, toma de volta o território perdido, traz a Glória transformadora que converte os corações para o unico Deus, abre o Céu na terra.
Creio que isso responde a pergunta inicial: “evangelismo sem intercessão é como um explosivo sem detonador?”.
Que possamos ser aqueles que semeiam e intercedem com amor, sendo instrumentos na qual tomam posse de novos territórios para Deus.
fb.com/InfiltradosNoMundo

@infiltradosINM

Deixe uma resposta