Andar um pouco mais…

O que realmente faz a diferença na vida de uma pessoa, ser o primeiro em tudo? Ceder a tentação e rebater as críticas ou agressões verbais e físicas? Ter sem uma resposta para tudo? Não abrir mão dos direitos, mesmo que outra pessoa corra o risco de perder tudo? Confiar na própria força?
Está certo. De acordo com a lei da humanidade, temos que ser os primeiros em tudo. Quando eu digo primeiro, me refiro a o meu “eu” antes de tudo, antes da minha família, antes de Deus. O que realmente importa é a felicidade de gozar de uma felicidade sem limites.
O que realmente importa é quando alguém me ameaçar ou me ofender, eu rebater todas as acusações ou ofensas. Ter sempre uma resposta a cada palavra vinda das pessoas. Porque senão, serei conhecido como alguém que não tem coragem de enfrentar as pessoas.
 

Ou quando algo de bom pode acontecer comigo, mas pode prejudicar alguém, eu mais do que tudo, tenho que me empenhar a conquistar o objetivo, afinal é um direito meu!
Se eu faço isso, certamente não possuo uma característica de um cidadão do Reino dos Céus na minha vida. Certamente em nenhum momento confio em Deus para qualquer situação da minha vida. Eu aprendi, então a ser egoísta e descontrolado.
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra. 
Mateus 5:5”

Nesse verso, Jesus fazia o famoso “sermão no monte” onde Ele mostrava como seria um cidadão do Reino: uma pessoa humilde, pura, misericordiosa, justa e mansa. Ele mostra que existe um caráter traçado de quem irá viver para sempre. Mas nesse texto Ele mostra a recompensa de quem tiver esse perfil. A recompensa é a herança da terra.
Mais do que aparenta a frase, “herdarão a terra” mostra que a recompensa será toda a injustiça que foi feita aos mansos, será recompensada em GRANDE proporção. Por não usarem as próprias forças, por não revidarem o mal com o mal, por não serem tiranos com os inimigos, a terra- respeito, admiração e confiança- será oferecida aos mansos pelo próprio Rei.
Ser manso não é fácil, mas também não é impossível. Essa condição está disponível para aqueles que já passaram uma experiência genuína com o Senhor Jesus. Pois esses viram em Jesus um homem manso, humilde, justo, santo, misericordioso e bom. Ser igual a Ele, manso, dá qualidades de não confiar no próprio “eu”, mas sim confiar em quem realmente pode fazer a diferença.

Deixe uma resposta