De consciência limpa

Já vi muita gente procurando desculpas para fazer algo ‘errado’. Sempre busca-se uma saída, um aval para se fazer algo que sabe-se que não é certo.

É comum contar pro amigo uma situação que você viveu só para que ele diga, mesmo que subentendido, que você tem a razão para fazer algo errado.

Costumamos espelhar nossas ações nas ações dos outros. “Se fulano faz, posso fazer, não é pecado!” Buscamos a legalidade, ‘permissão’ para algumas coisas que sabemos se errada só para ficarmos de consciência limpa!

Fazemos da mesma maneira que as crianças fazem com os adultos no seu processo de desenvolvimento.

Mas pense dessa forma: se tal atitude te incomodou a ponto de você ter que procurar alguém que tenha feito o mesmo só para se ‘sentir bem’ é porque essa atitude é, no mínimo, suspeita!


Uma desculpa muito utilizada é a falta de conhecimento. “Não sabia que isso era pecado”! De fato Deus não condena como pecado quando você age inconscientemente. Mas se aquilo já causou algum impacto na sua consciência, é porque você sabe que está fazendo errado.

Não procure desculpas para justificar suas atitudes. Antes disso reflita em nosso exemplo maior de santidade, Jesus.

Gosto de pensar, e digo isso sempre para as pessoas, em: Jesus estaria comigo nessa situação? (e você pode fazer essa pergunta para qualquer situação!) Se você responder rapidamente que sim, fique com o coração tranquilo, mas se você hesitar ou procurar desculpas para que a resposta seja mesmo sim, um alarme deve tocar na sua cabeça indicando que você está para pecar. Ore a Deus que Ele te ajudará neste momento.

Esteja atento essa semana para o que você fizer.
Devemos estar vigilantes o tempo todo para não pecar!

Boa semana!

Deixe uma resposta